CALs para Windows Server 2019: segurança otimizada e maior facilidade de utilização

As CALs para Windows Server 2019 dão acesso ao sistema operativo com mesmo nome, destinando-se a centros de dados e estrutubras de servidores em empresas. Publicada pela primeira vez a 2 de outubro de 2018, a orientação para o Windows 10 era claramente reconhecível. Deste modo, a versão de 2019 diferenciava-se visivelmente do Windows Server 2016, que ainda pertence à família Windows NT. Os/as utilizadores/as que estiverem a comprar uma das CALs para Windows Server 2019 ganham, portanto, acesso a inúmeros recursos novos. Por isso, a aquisição também vale a pena para utilizadores/s que estão equipados/as com uma versão mais antiga do sistema operativo.

Compre umas das CALs para Windows Server 2019: As novidades mais importantes

  • Maior segurança com um sistema Windows Defender muito melhorado
  • Compatibilidade com Linux
  • Hardware e redes podem ser monitorizados em todo o sistema
  • IPv6 para redes totalmente suportado
  • Suporte a Kubernetes
  • Fusão com o Azure
  • Melhores possibilidades de desenvolvimento para aplicações nativas da nuvem e modernização de aplicações mais antigas

Estes novos recursos do Windows Server 2019 são particularmente importantes para centros de dados

Muitos centros de dados trabalham com Linux ou Mac OS (ou Unix), porque versões mais antigas de servidores Windows tinham muito pouca segurança. No entanto, faz parte na natureza das coisas que os centros de dados, em particular, se tornem vítimas de ataques de hackers. A Microsoft reagiu: As CALs para Windows Server 2019 dão acesso a um sistema operativo com funcionalidades de segurança significativamente melhoradas. O Windows Defender foi alvo de uma revisão fundamental. As definições de ameaças, por exemplo, são atualizadas automaticamente. As análises de possíveis ataques e reações ocorrem de forma independente e em tempo real. Certas pastas podem ser protegidas de forma especial. Em conjunto com o Azure, também podem ser criadas cópias de segurança automáticas.

O Windows Server 2019 também permite a criação de máquinas virtuais (VMs) especialmente blindadas. Os centros de dados que executam várias VMs de clientes em servidores físicos não precisam mais de se preocupar com a propagação de malware de uma VM para outra. A segurança dos dados das máquinas virtuais também é assegurada pela blindagem.

O “peering” virtual também permite que o Windows Server 2019 monitorize todos os elementos de hardware e a rede como um todo. Cada máquina (virtual ou física) funciona como uma mensagem de aviso para as outras. Como o IPv6 (Internet Protocol Version 6) é suportado em todo o sistema, todas as transferências de dados também são, por natureza, encriptadas.

O suporte de Linux através do "Windows Subsystem for Linux" (subsistema Windows para Linux) também é vantajoso para os centros de dados. Deste modo, é possível executar aplicações Linux no Windows Server. Os centros de dados que anteriormente dependiam do Linux e agora querem migrar para o sistema operativo da Microsoft não precisam de uma conversão completa. Em vez disso, os servidores Windows e o sistema operativo de código aberto podem trabalhar lado a lado.

Estes novos recursos no Windows Server 2019 são vantajosos para as empresas

As empresas que decidirem comprar uma das CALs para Windows Server 2019 beneficiarão do suporte Kubernetes. As aplicações de “containers” são implementadas, escaladas e geridas automaticamente, o que é muito útil para a interação com a nuvem (cloud). O sistema operativo também disponibiliza às empresas ferramentas otimizadas para o desenvolvimento de aplicações na nuvem. As aplicações mais antigas também podem ser facilmente modernizadas com estas ferramentas. As linguagens de programação mais utilizadas (Swift, Java, Kotlin, C++, etc.) são suportadas.

Os modelos de licenciamento

As CALs para Windows Server 2019 ficam vinculadas a utilizadores/as (identificados como USER) ou a dispositivos (DEVICE). Os/as compradores/as podem optar pela aquisição de uma ou dez CALs para Utilizador ou para Dispositivo. Os pacotes de 10 incluem um desconto e, portanto, são particularmente adequados a empresas ou centros de dados que pretendam equipar várias máquinas.

As CALs para Windows Server 2019 dão acesso ao sistema operativo com mesmo nome, destinando-se a centros de dados e estrutubras de servidores em empresas. Publicada pela primeira vez a 2 de... saber mais »
Fechar a janela
CALs para Windows Server 2019: segurança otimizada e maior facilidade de utilização

As CALs para Windows Server 2019 dão acesso ao sistema operativo com mesmo nome, destinando-se a centros de dados e estrutubras de servidores em empresas. Publicada pela primeira vez a 2 de outubro de 2018, a orientação para o Windows 10 era claramente reconhecível. Deste modo, a versão de 2019 diferenciava-se visivelmente do Windows Server 2016, que ainda pertence à família Windows NT. Os/as utilizadores/as que estiverem a comprar uma das CALs para Windows Server 2019 ganham, portanto, acesso a inúmeros recursos novos. Por isso, a aquisição também vale a pena para utilizadores/s que estão equipados/as com uma versão mais antiga do sistema operativo.

Compre umas das CALs para Windows Server 2019: As novidades mais importantes

  • Maior segurança com um sistema Windows Defender muito melhorado
  • Compatibilidade com Linux
  • Hardware e redes podem ser monitorizados em todo o sistema
  • IPv6 para redes totalmente suportado
  • Suporte a Kubernetes
  • Fusão com o Azure
  • Melhores possibilidades de desenvolvimento para aplicações nativas da nuvem e modernização de aplicações mais antigas

Estes novos recursos do Windows Server 2019 são particularmente importantes para centros de dados

Muitos centros de dados trabalham com Linux ou Mac OS (ou Unix), porque versões mais antigas de servidores Windows tinham muito pouca segurança. No entanto, faz parte na natureza das coisas que os centros de dados, em particular, se tornem vítimas de ataques de hackers. A Microsoft reagiu: As CALs para Windows Server 2019 dão acesso a um sistema operativo com funcionalidades de segurança significativamente melhoradas. O Windows Defender foi alvo de uma revisão fundamental. As definições de ameaças, por exemplo, são atualizadas automaticamente. As análises de possíveis ataques e reações ocorrem de forma independente e em tempo real. Certas pastas podem ser protegidas de forma especial. Em conjunto com o Azure, também podem ser criadas cópias de segurança automáticas.

O Windows Server 2019 também permite a criação de máquinas virtuais (VMs) especialmente blindadas. Os centros de dados que executam várias VMs de clientes em servidores físicos não precisam mais de se preocupar com a propagação de malware de uma VM para outra. A segurança dos dados das máquinas virtuais também é assegurada pela blindagem.

O “peering” virtual também permite que o Windows Server 2019 monitorize todos os elementos de hardware e a rede como um todo. Cada máquina (virtual ou física) funciona como uma mensagem de aviso para as outras. Como o IPv6 (Internet Protocol Version 6) é suportado em todo o sistema, todas as transferências de dados também são, por natureza, encriptadas.

O suporte de Linux através do "Windows Subsystem for Linux" (subsistema Windows para Linux) também é vantajoso para os centros de dados. Deste modo, é possível executar aplicações Linux no Windows Server. Os centros de dados que anteriormente dependiam do Linux e agora querem migrar para o sistema operativo da Microsoft não precisam de uma conversão completa. Em vez disso, os servidores Windows e o sistema operativo de código aberto podem trabalhar lado a lado.

Estes novos recursos no Windows Server 2019 são vantajosos para as empresas

As empresas que decidirem comprar uma das CALs para Windows Server 2019 beneficiarão do suporte Kubernetes. As aplicações de “containers” são implementadas, escaladas e geridas automaticamente, o que é muito útil para a interação com a nuvem (cloud). O sistema operativo também disponibiliza às empresas ferramentas otimizadas para o desenvolvimento de aplicações na nuvem. As aplicações mais antigas também podem ser facilmente modernizadas com estas ferramentas. As linguagens de programação mais utilizadas (Swift, Java, Kotlin, C++, etc.) são suportadas.

Os modelos de licenciamento

As CALs para Windows Server 2019 ficam vinculadas a utilizadores/as (identificados como USER) ou a dispositivos (DEVICE). Os/as compradores/as podem optar pela aquisição de uma ou dez CALs para Utilizador ou para Dispositivo. Os pacotes de 10 incluem um desconto e, portanto, são particularmente adequados a empresas ou centros de dados que pretendam equipar várias máquinas.

Última visualização
Live Chat Live Chat